Após o reajuste anunciado nas distribuidoras o preço da gasolina subiu em média 2,4% na bomba, conforme detectou o levantamento da Agência AutoInforme feito nos dias 29 e 30 de novembro, para a composição da Inflação do Carro. A alta no preço do combustível provocou o maior aumento da Inflação do Carro desde abril deste ano, quando o indicador registrou alta de 0,75%.

Em alguns postos o reajuste chegou a R$ 0,10 por litro, mas na média o preço subiu R$ 0,065/litro do combustível. No acumulado do ano a Inflação do Carro atinge 3,86%.

O aumento foi também maior do que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor, o IPC da FIPE, que registrou em novembro alta de 0,46%.


O estudo apura mês a mês os preços dos itens necessários para o motorista andar com o carro e fazer a manutenção preventiva: combustíveis, serviços, impostos (de circulação), peças de reposição e seguros.

Já incluída a inflação de novembro, o custo mensal do motorista para andar e fazer a manutenção é de R$ 1.061,66.

Outras altas significativas registradas em novembro foram do etanol, que ficou 0,80% mais caro, o jogo de amortecedores, que subiu 0,77% e da lavagem simples, com alta de 0,52%.

Já o filtro de ar (- 0,26%) e kit de embreagem (-0,14%) ficaram mais baratos em novembro.

Veja os itens que mais subiram em novembro
Item Variação %
Gasolina 2,40%
Etanol 0,80%
Amortecedores 0,77%
Lavagem simples 0,52%
Item Variação %
Filtro de ar -0,26%
Embreagem -0,14%
×

Olá!

Como posso te ajudar?

×