O Seguro de vida empresarial é um dos benefícios corporativos mais oferecidos pelas empresas para funcionários. Pensando nas políticas de incentivos e melhoria da qualidade de vida dos funcionários, no intuito de ampliar a produtividade e reduzir as taxas de turnover. Essa nova mentalidade explica um pouco da explosão na procura pelo seguro de vida empresarial.

Mas o que a empresa ganha contratando um seguro de vida empresarial? Seguro de vida empresarial vale a pena? Afinal, qual é a diferença entre seguro de vida em grupo e individual? Esses seguros empresariais são apenas para as grandes corporações?

Confira essas e outras respostas e entenda por que o produto vida se tornou instrumento essencial de competitividade nas empresas e o que seu negócio pode estar perdendo por ignorar essa estratégia de motivação corporativa!

O que é o seguro de vida empresarial?

Seguro de vida empresarial
Seguro de vida empresarial

O seguro de vida empresarial é contratado pela empresa, seja sindicato, ou seja associação, junto à seguradora, com o objetivo de assegurar proteção aos seus colaboradores, sócios e executivos ou até mesmo aos seus familiares.

Quando acontece a falta da pessoa que era a provedora do sustento da família de forma inesperada, geralmente o padrão de vida dos que ficaram tende a cair. A indenização do seguro de vida é uma rede de proteção, pelo menos para os primeiros anos, permitindo que os familiares se reestruturem financeiramente.

Atualmente, apólices já incluem pagamento do capital em caso de diagnóstico de doenças graves, cobertura de diárias em internação hospitalar, auxílio/assistência funeral e até reembolso de despesas com medicamentos. Não é pouca coisa.

Com todos esses atrativos, muitas organizações (inclusive as PMEs) utilizam o seguro de vida coletivo como ponto de atração no recrutamento de talentos, bem como na manutenção da equipe existente.

Diferença entre seguro de vida e seguro de acidentes pessoais

  • Seguro de acidentes pessoais: Cobre apenas morte ou invalidez decorrentes de acidentes.
  • Seguro vida: É mais completo, abarcando morte ou invalidez de qualquer natureza (acidental ou por doença).

Como a diferença de valor não é exorbitante entre as duas modalidades, é muito mais interessante ao empregador proteger o empregado e seus familiares com uma apólice mais completa.

Diferença entre seguro de vida individual e coletivo

A principal diferença entre eles é a personalização. Os seguros de vida em grupo atendem necessidades mais generalistas, comuns a um grande grupo de pessoas que estão ligadas entre si por um vínculo. No caso dos seguros coletivos empresariais, o vínculo é o empregador.

O seguro de vida individual, por sua vez, é um produto ajustado às particularidades de cada cliente. Esse tipo de seguro precisa ser contratado diretamente pelo segurado.

A personalização do seguro de vida é feita por meio da análise do segurado, considerando questões como: profissão, histórico de saúde, responsabilidades financeiras com o grupo familiar, prática de esportes ou atividades de risco etc.

Modalidades de custeio

O seguro de vida coletivo pode ser ofertado com 3 modalidades de custeio:

  • custeio integral por parte da empresa;
  • custeio integral por parte do funcionário (ingresso facultativo).
  • custeio misto (empregador e empregado);

De forma geral, distintamente de um seguro individual, as garantias do seguro contratado cessam ao final do vínculo com o estipulante.

Quais as principais coberturas do seguro de vida empresarial?

As coberturas do seguro de vida variam de acordo com a apólice negociada pela empresa. Entretanto, as proteções mais comuns são:

  • morte — natural ou por acidente;
  • invalidez permanente — total ou parcial por acidente;
  • diárias de incapacidade temporária;
  • diárias por internação em instituições hospitalares;
  • doenças graves;
  • verba rescisória por morte;
  • invalidez funcional ou laboral permanente total por enfermidade;
  • despesas médicas, hospitalares e odontológicas;
  • assistência ou auxílio funeral.

A apólice em alguns casos ainda conter proteções como cesta básica (no caso de desemprego) ou seguro prestamista (para pagamento de dívidas remanescentes).

Continue lendo para saber se o seguro de vida empresarial vale a pena?

Exigências para poder contratar um seguro de vida empresarial

As seguradoras fazem exigência com relação a um número mínimo de pessoas a serem seguradas com coberturas a partir de três funcionários e idades mínima e máxima entre 14 e 65 anos de idade.
Alguns seguradoras podem ampliar os planos a idade máxima para 70 anos ou mais de idade.

com planos específicos para cada porte de empresa as seguradoras avaliam também o risco de cada atividade. Há no mercado, por exemplo, seguros especialmente formatados para pequenas e médias empresas (PME).

O enquadramento da organização costuma observar os critérios do Sebrae do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE):

 

IBGE – Por número de colaboradores

Indústria:

  • Micro: com até 19 empregados
  • Pequena: de 20 a 99 empregados
  • Média: 100 a 499 empregados
  • Grande: mais de 500 empregados

Comércio e Serviços:

  • Micro: até 9 empregados
  • Pequena: de 10 a 49 empregados
  • Média: de 50 a 99 empregados
  • Grande: mais de 100 empregados

Profissões em que o seguro de vida é obrigatório

  • Engenharia Civil
    Segundo dados da Previdência Social, são mais de 97 mil acidentes por ano nesse segmento, o que justifica essa especificação no dissídio coletivo da categoria;
  • Trabalhadores de Limpeza e Coleta de Lixo
    O risco de doenças impõe a necessidade de proteção plena aos funcionários da área.
  • Motoristas
    Os acidentes de trânsito são as fatalidades a que os motoristas estão mais suscetíveis em sua rotina diária. Isso sem falar no alto índice de assaltos (podendo ser seguido de morte) que costumeiramente ocorrem nas estradas nacionais.

Veja também:
Quem pode contratar um plano de saúde empresarial?

Principais vantagens do seguro de vida empresarial?

O seguro de vida em grupo tem algumas vantagens e ainda outras exclusivas. Essa modalidade também é um dos poucos instrumentos de proteção financeira que se mantém protegido da incidência de imposto de renda.

Confira algumas das principais vantagens:

  1. Isenção fiscal – A empresa que declara pelo lucro real pode deduzir os pagamentos efetuados, colocando-os como despesas operacionais. Como esse aumento de despesas diminui o lucro declarado, o imposto de renda pago será menor.
  2. Inclusão de funcionários – Incluir todos os funcionários na apólice do seguro de vida empresarial é uma forma de mostrar a preocupação com seu capital intelectual — seu maior ativo na busca do domínio do mercado.
  3. Melhora a Produtividade Segundo pesquisa feita pela Universidade de Warwick (Reino Unido) mostrou que profissionais felizes são 12% mais produtivos.
  4. Reduz a rotatividade – Empresas com mais benefícios, tem um maior grau de retenção de talentos, reduzindo a rotatividade e trazendo mais bem-estar para os colaboradores de maneira geral.
  5. Custo-benefício – Vale a pena solicitar uma cotação de seguro de vida coletivo aos seus empregados e, após a implementação de uma política de incentivos (que englobe esse produto), comparar índices como vendas, lucro líquido e rotatividade (antes e depois).

Contrate Seguro de vida empresarial com a Jorge Couri Seguros

Agora que você já sabe que o Seguro de vida empresarial vale a pena, faça a cotação com a Jorge Couri Seguros. Afinal, somos uma das melhores corretora do Brasil e trabalhamos com as principais seguradoras do País. Dessa forma, você recebe as propostas que estejam de acordo com as necessidades da sua empresa.

Para cotar, basta preencher o formulário em nosso site clicando no botão abaixo. Se preferir, ligue para 11 2081-7000 e fale diretamente com um de nossos consultores.

Contratar seguro de vida

Reader Interactions

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *