Seguro de vida como funciona? é uma pergunta muito comum. A verdade é que, muita gente não sabe como esse seguro funciona. No entanto, saiba desde já que não tem nenhum mistério esse tipo de produto!

Com o intuito de explicar melhor esse assunto criamos o artigo, seguro de vida como funciona? Onde iremos entender sua importância, o que é e quais coberturas ele oferece antes de você assinar qualquer contrato. Confira!

Seguro de vida como funciona?

Seguro de vida como funciona?
Seguro de vida como funciona?

O seguro de vida garante uma indenização por parte da seguradora se algum dos eventos previstos na apólice efetivamente acontece.

Por exemplo, no caso de morte do segurado, a indenização é paga aos beneficiários que foram definidos no momento da contratação do seguro. Em todo caso, se não houver beneficiados no contrato, são os dependentes legais que serão indenizados.

Para ter direito à proteção, o segurado paga pelo serviço mensalmente ou de uma só vez, logo no ato da contratação. Assim, durante todo o prazo de vigência do seguro, essa relação permanece ativa.

Veja também:
Seguro de vida para estagiário: Entenda!
Plano de saúde barato: 6 dicas para economizar

Posso contratar um seguro de vida em qualquer idade?

Grande parte das seguradoras faz seguros de vida apenas para pessoas com até 65 anos de idade. Isso porque, as empresas consideram os idosos mais sujeitos a sinistros e à indenização.

Ainda assim, você pode pesquisar no mercado e encontrar seguradoras que aceitam fazer o seguro para maiores de 65 anos. No caso de jovens e adultos, os planos disponíveis são mais amplos.

Independentemente da idade, é fundamental informar a verdade sobre a sua saúde na hora de contratar o seguro. Afinal de contas, esse é um dos aspectos utilizados para a definição do custo da apólice. Assim, caso algo ocorra, eles terão mais facilidade em abrir o processo para a indenização.

Seguro de vida cobre morte por coronavírus?

As apólices de seguro de vida não tinham cobertura para pandemia. Isso porque o risco desses cenários costuma ser alto. Mas, o Senado em 2020 aprovou por unanimidade, com 77 votos, a inclusão das mortes decorrentes da pandemia de coronavírus na cobertura dos seguros de vida ou invalidez permanente.

O mesmo se aplica à assistência médica ou hospitalar para os planos de saúde nos casos de infectados pela covid-19. Sendo assim, os seguros de vida estão pagando indenização aos beneficiários de segurados que perderam a vida com o coronavírus.

Por que o seguro de vida é tão importante?

Simplesmente porque oferece proteção financeira em casos de imprevistos com a vida do segurado. E essa proteção beneficia a pessoa que contrata a apólice de seguro de vida, e também se importam com você, bem como tantas outras com quem você se preocupa, sejam ligados por laços sanguíneos ou não. E é justamente por proteger essas pessoas próximas que o seguro de vida é tão importante.

Quando você contrata um seguro de vida, escolhe os beneficiários, quem vão receber o valor da indenização prevista na apólice no caso aconteça um sinistro. Como dá para imaginar, isso minimiza as preocupações em momentos extremamente difíceis, onde o seguro de vida como funciona normalmente concede indenização nos casos de:

  • o diagnóstico de uma doença grave;
  • a necessidade de internação hospitalar.
  • a perda de um ente querido;
  • um incidente que cause invalidez permanente;

Em virtude de um desses acontecimentos, é exatamente por isso que o seguro de vida é tão importante. Até porque, já não basta o abalo emocional, não é mesmo? É importante frisar que os benefícios do seguro de vida não é apenas em caso de morte, dependendo da cobertura escolhida. Ele pode ser utilizado em vida também pelo próprio segurado, como é nos casos de invalidez, doenças graves e outros.

Seguro de vida como funciona e quais garantias traz para o segurado?

As garantias do seguro são expressas sob a forma de coberturas, onde os eventos que dão direito à indenização. De modo geral, os seguros têm que oferecer a cobertura por morte, que é obrigatória.

As demais coberturas podem variar conforme as diferentes opções oferecidas por cada seguradora, podendo, ter opções, para proteção também em casos de:

  • diárias por incapacidade temporária;
  • diárias por internação hospitalar;
  • morte por acidente;
  • invalidez permanente total ou parcial, por acidente ou doença;
  • despesas médicas, hospitalares e odontológicas;
  • diagnóstico de doenças graves.

Com tudo, os eventos devem estar devidamente previsto na contrato/apólice, a ocorrência desses eventos estará coberta pelo seguro, onde há suporte financeiro contratado ao segurado ou a todos os seus beneficiários.

O órgão que faz regulamentação e fiscaliza do setor é a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), que estabelece regras para definir quais empresas podem atuar com esse produto.

É importante fazer a escolha por uma seguradora bem conceituada e autorizada pela SUSEP, sendo assim, você não corre o risco de ficar desprotegido quando mais precisar de apoio.

O que é apólice e qual a importância?

A apólice do seguro de vida é o documento que formaliza o contrato, nele conta informações importantes, como as condições para direito à indenização, coberturas previstas e os riscos excluídos — situações em que o seguro não cobre.

É de extrema importante fazer a leitura da apólice antes de assinar o contrato, além de manter uma cópia guardada consigo, é ideal colocar em um lugar onde seus familiares e pessoas de confiança tenham fácil acesso.

Afinal, a apólice define aspectos como o papel da seguradora e do segurado, especificando também como o resgate da indenização deve acontecer.

Continue a leitura do artigo, seguro de vida como funciona, para se aprofundar mais sobre o assunto.

Qual o papel da seguradora

Quem assume o risco de acontecer um sinistro é a seguradora, que administra o seguro em troca de uma quantia em dinheiro que é paga pelo segurado — o prêmio.

A transferência de risco no seguro de vida dá origem à apólice, que formaliza a aceitação do risco e a contratação da proteção e suporte da seguradora para o segurado.

No caso, a seguradora utiliza os valores recebidos em forma de prêmio como uma reserva, provisão necessária para garantir a respectiva indenização financeira aos segurados. É isso o que permite que ela cumpra com as obrigações firmadas com todos os seus clientes.

Qual o papel do segurado?

Os segurados também têm obrigações no contrato de seguro, onde essas obrigações estão inseridas no Código Civil. Basicamente, os deveres são:

  1. comunicar à seguradora sobre qualquer fato involuntário que possa agravar o risco;
  2. avisar sobre a existência de outro seguro já contratado para o mesmo fim;
  3. pagar o prêmio determinado pela seguradora;
  4. não incorrer nos riscos excluídos apresentados no regulamento.

É importante que a seguradora saiba de quaisquer garantias já existentes, pois isso também reflete na mensuração do risco que ela vai aceitar ou não.

Seguro de vida como funciona a indenização?

Nesse tipo de seguro o resgate da indenização ocorre mediante aviso de um evento de sinistro previstos em contrato. O inicio do processo é bem simples, consiste em informar o fato à seguradora, seja via telefone ou site.

A seguradora por sua vez enviará, por e-mail, um documento chamado aviso de sinistro, que deve ser preenchido e devolvido junto com os documentos listados — que variam de acordo com a seguradora e o tipo de sinistro.

Com tudo, é normal que sejam solicitados, além dos documentos pessoais e da cópia da apólice, atestados, exames e laudos médicos, comunicação de acidente de trabalho e boletim de ocorrência, entre outras possibilidades.

O prazo previsto pela SUSEP para o recebimento da indenização deve ser de, no máximo, 30 dias, a contar a partir da entrega de toda documentação solicitada pela seguradora, independentemente do tipo de sinistro.

Para entender ainda mais detalhes sobre o assunto seguro de vida como funciona, continue a leitura.

Como o seguro é reajustado?

O seguro de vida não mantém-se sempre com o mesmo valor. O reajuste do valor do prêmio acontece de tempos em tempos(uma vez ao ano) e serve para proteger o benefício contratado frente à inflação.

Vale lembrar que o principal objetivo de um seguro de vida não é oferecer ganho financeiro, mas sim segurança e tranquilidade para quem o contrata. O objetivo do investimento que você faz ao contratar um seguro não é, portanto, ter o valor aplicado de volta, com rendimentos, mas garantir segurança e proteção.

Seguro de vida simulação?

Agora que você já acabou a leitura do nosso artigo seguro de vida como funciona, que tal entrar em contato com a Jorge Couri Seguros? Trabalhamos com as melhores seguradoras do mercado e temos especialistas prontos para tirar todas as suas dúvida.

Para fazer simulação do seguro de vida com a Jorge Couri Seguros é simples: basta preencher o formulário clicando no botão abaixo. Se preferir, ligue para o número 11 2081-7000.

Quero fazer uma simulação do seguro de vida

Reader Interactions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Como posso te ajudar?

×